MENU
Sul News
Naviraí - MS, 21/7/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

China reabilita frigorífico exportador de carne de frango

DOURADOS

Foto: ARQUIVO
China reabilita frigorífico exportador de carne de frango
Frangos na sala de abate

- Também foram reabilitadas indústrias de São Paulo e Paraná -

ROSANA SIQUEIRA / CORREIO DO ESTADO

Autoridades sanitárias chinesas reabilitaram três plantas exportadoras de carne de frango no Brasil. Uma delas fica em Dourados, enquanto as demais estão localizadas em São Paulo e no Paraná. Suspensão das unidades havia ocorrido antes dos impactos da Operação Carne Fraca.

Unidade reabilitada em Dourados é da empresa BRF. Também foram reabilitadas a Seara em Amparo (SP) e a Copacol em Cafelândia (PR).

Conforme a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), reabilitação foi feita pela Administração Geral de Quarentena, Inspeção e Supervisão da Qualidade da República Popular da China (AQSIQ).

Efetivação dos embarques aguarda agora a conclusão das tramitações oficiais pelos governos do Brasil e da China. “A reabilitação destas unidades frigoríficas é um gesto de grande confiança das autoridades chinesas no sistema produtivo brasileiro. Sob a liderança do ministro Blairo Maggi, o setor de proteína animal brasileiro tem trabalhado fortemente para recuperar a credibilidade internacional, após as consequências da divulgação do Carne Fraca. Estas reabilitações são amostras dos avanços conquistados”, disse Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

A mesma unidade da BRF em Dourados está habilitada para abate Halal, que funciona para o envio de carne para países árabes.

A empresa mantém cerca de 1,7 mil funcionários e o salário médio pago pela BRF na cidade é de R$ 1.030,00, conforme levantamento do Monitor: A indústria do frango no Brasil.

Além disso, a China vem sendo o maior comprador de Mato Grosso do Sul, conforme dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. E dezembro de 2016, por exemplo, o volume de negócios foi de US$ 56.945.076 (22,96% do total).

INVESTIMENTO

O conselho do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) aprovou no ano passado investimentos de R$ 159,45 milhões para a produção de frango em Mato Grosso do Sul.

Desse total, em torno de R$ 48,59 milhões foram destinados para a construção de 64 aviários no município de Dourados, que resultarão na ampliação da produção em 2,3 milhões de cabeças por ano.